Ouça a M80, faça o download da App.
PARTILHAR

Músicas, duetos e conversas...

Ana Bernardino
... mas, também, descobertas e pinturas no escuro na edição desta semana do Agora Ia.

Agora Ia a um concerto que conta histórias. O projeto chama-se “Conta-me uma Canção”. O objetivo é que os autores dos temas desvendem aquilo que esteve por detrás da sua criação. No Teatro Maria Matos, em Lisboa, a noite de sábado (dia 16 ) fica a cargo de Surma e Tomara. No dia seguinte (17) a casa já está esgotada para receber Sérgio Godinho e Capicua. A 24 de janeiro é Luísa Sobral e Márcia. Os artistas vão interpretar canções, fazer versões em duo, contar as suas histórias e partilhar uma conversa íntima com o público.

Ainda pela música, mas em Castelo Branco, Carolina Deslandes, Luísa Tender e Jorge Fernando têm agendado espetáculos para o Cineteatro Avenida. Está programado para este sábado (12) o  espetáculo do músico, fadista  e produtor Jorge Fernando.  No dia 26, sobe ao palco a pianista Luísa Tender. E no dia seguinte, dia 27 é a vez Carolina Deslandes estar presente em Castelo Branco.  

Agora Ia viver uma experiência destinada a quem gosta de pintar (mesmo que não perceba nada do assunto). Chama-se  Paint in the Dark é um workshop de pintura feito num ambiente com luz negra. No Rive Rouge, no Cais do Sodré.

No teatro "A Morte do Corvo” é a nova peça imersiva, que pode se vista no antigo Hospital Militar em Lisboa, que desafia o público a acompanhar de perto nove personagens, num cenário com 25 salas distribuídas por uma agência funerária, um bar de burlesco e um espaço secreto. Os espectadores podem percorrer livremente o espaço e assistir ao desenrolar da estória, que é contada, sem falas, apenas com expressão corporal e movimento coreográfico.  Vai estar em cena até ao dia 4 de fevereiro de 2024.  

Em Gaia temos um escape room ao ar livre.. O inicio está marcado para o início no Miradouro da Serra do Pilar E parte do princípio que se diz por aí que o "Bando dos Filoxeras" anda à caça da Fórmula Divina e só nós  podemos impedir este assalto iminente. Para isso, vamos ter que andar pela cidade, decifrar enigmas e revelar o segredo. São 120 minutos de adrenalina e com o relógio a fazer tic-tac.

A terminar cantamos os parabéns ao Museu da Carris que celebra 25 anos. O espaço museológico dedicado à história dos transportes públicos da cidade de Lisboa celebra 25 anos em 2024. Para comemorar um quarto de século, o espaço museológico dedicado à história dos transportes públicos da cidade de Lisboa  vai estar dois dias de portas abertas — sem cobrar bilhetes.  Esta sexta-feira e sábado, é possível participar nas visitas guiadas, workshops de desenhos e passeios no elétrico 535, um dos primeiros veículos construídos pelas oficinas da Carris. Além disso, vai poder descobrir várias peças e curiosidade sobre os transportes públicos. 

veja também