Ouça a M80, faça o download da App.
Agência Lusa
19 junho 2024, 16:12
Partilhar

Presidente do Instituto de Gestão Financeira da Educação demite-se devido a fraude

Presidente do Instituto de Gestão Financeira da Educação demite-se devido a fraude
Ministério da EducaçãoLusa/António Cotrim
Agência Lusa
19 junho 2024, 16:12
José Manuel Passos sai depois de transferências bancárias de 2,5 milhões de euros que foram transferidas para conta de entidade errada.
O presidente do Conselho Diretivo do Instituto de Gestão Financeira da Educação (IGeFE) apresentou a demissão depois de a instituição ter sido alvo de fraude, informou hoje o Ministério da Educação.

Em comunicado, o Ministério da Educação, Ciência e Inovação (MECI) refere que José Manuel Passos apresentou o pedido de demissão para "preservar a credibilidade e prestigio institucional do IGeFE" na sequência de uma fraude.

Estão em causa três transferências bancárias, que totalizam 2,5 milhões de euros, realizadas em junho para o pagamento a uma empresa que presta serviços informáticos, tendo as verbas sido transferidas para a conta de outra entidade.

"Tendo-se apercebido que a empresa que tinha prestado os serviços não estava a receber os pagamentos, o IGeFE apresentou de imediato uma denúncia à Polícia Judiciária, que se encontra a investigar o caso", refere o comunicado.

O Ministério acrescenta que ordenou a abertura de um inquérito interno e que foram afastados outros dirigentes com responsabilidades no processo, sem precisar.

Até à nomeação do novo presidente do Conselho Diretivo, mantêm-se em funções os atuais vice-presidente, Edgar Romão, e vogal, Carlos Almeida de Oliveira.